Skip to content

Episódio 20: Artur Gomes

É o momento mais definidor na curta carreira de Artur Gomes: aos 25 anos assume a liderança do Erva, em Lisboa, que tem, a partir de hoje, uma carta com novos sabores. Do laboratório do Noma para a liderança de um restaurante super-entusiasmante na capital.

Ainda há seis meses Artur Gomes passava pelo Erva enquanto convidado da iniciativa Young Chefs With Guts, do Sangue na Guelra. Veio com Luke Kolpin diretamente do Noma, em Copenhaga – Dinamarca – no final do seu estágio por terras escandinavas. E mal sabia ele que, pouco tempo depois, estaria a ser convidado para assumir a liderança deste restaurante no hotel Corinthia, em Lisboa.

Esta é a segunda vez que o Assim Assado passa pelo Erva. A primeira, no final de novembro, foi para conhecer o trabalho do chefe Carlos Gonçalves que entretanto se mudou para a Madeira. Abriu-se a porta da oportunidade de Artur Gomes, um jovem cozinheiro que, nos últimos anos, cresceu, aprendeu e formou-se muito em conceituados restaurantes – além do Noma, passou também pelo Celler Can Roca

Uma nova carta

Os últimos meses no Erva – ou os primeiros de Artur Gomes na liderança da cozinha – têm sido de adaptação e de construção da sua própria identidade. Um trabalho que passa pela criação de processos, métodos, para depois se chegar aos sabores.

O Assim Assado passou por lá há umas semanas. Na altura, Artur Gomes estava a afinar ainda a máquina – e foi sobre essa afinação e as suas experiências até aqui – que conversámos. Afinações para poder chegar agora a este ponto.

Agora é altura de começar a mostrar aquilo em que se andou a trabalhar nos últimos meses: a nova carta do Erva, a primeira de Artur Gomes, está, a partir do dia 1 de maio, pronta para ser experienciada. Uma carta a espelhar o tamanho da ambição deste muito promissor jovem chefe.

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *