Skip to content

Episódio 45: Rafael Tonon

O episódio desta semana é com o jornalista e crítico gastronómico Rafael Tonon, numa conversa sobre as novas tendências da gastronomia e o novo paradigma dos serviços de entrega de comida em casa. Este episódio conta com o apoio da plataforma EatTasty.

Atualize as subscrições do ASSIM ASSADO através destes links diretos: Spotify | Apple Podcasts

Rafael Tonon tem 37 anos, nasceu no Brasil, e há três anos mudou-se para Portugal, mais concretamente para o Porto. Especializou-se na área da gastronomia; trabalhou em alguns dos principais jornais do Brasil: Folha de São Paulo e Estado de São Paulo – nos cadernos de gastronomia – foi editor de revistas na Editora Abril (o maior grupo de comunicação da América Latina); e há oito anos que é jornalista freelancer, sobretudo na área da gastronomia, em revistas internacionais da especialidade, como a Eater, a Fine Dining Lovers, ou, em Portugal, no Público e no Expresso.

A entrevista desta semana acontece em resposta a um desafio da EatTasty, uma plataforma de entrega de comida em casa, que desafiou o Assim Assado para conduzir uma série de conversas relacionadas com mudanças de hábitos e também os novos desafios no universo da restauração. A primeira foi na semana passada, durante o festival Oeiras Ignição Gerador – com Joana Barrios.

De qualquer das formas, o Assim Assado já tinha em mente há algumas semanas convidar Rafael Tonon para uma entrevista, isto porque, em plena altura de novos desafios na área da gastronomia, é importante escutar as percepções e as reflexões de pessoas que trabalham intimamente com a área.

No caso de Rafael, é uma dupla necessidade: ele não é chefe de cozinha, também não é produtor, mas conversa muito com os protagonistas – sabe e compreende a forma de pensar deles para depois poder ele criar algum espírito crítico; e, por outro lado – e aqui no que à gastronomia portuguesa diz respeito – ele é alguém que não nasceu com as referências da cozinha que se faz de Norte a Sul do país, mas tem vindo a debruçar-se sobre o rico património histórico do receituário português, a perceber como é que as páginas dessa história continuam a ser escritas, e a olhar para tudo isto com uma visão fresca e apurada.

Uma conversa sobre hábitos

Esta é, então, uma entrevista sobre mudanças de hábitos; sobre o atual paradigma da cozinha no período pós-pandemia, mas também uma conversa que traz ideias e reflexões para o futuro da gastronomia portuguesa.

Nas últimas semanas, a EatTasty fez um inquérito junto dos seus clientes para ajudar a refletir nesta mudança de hábitos de que aqui falamos com Rafael Tonon. Na entrevista da próxima semana (e ouçam o episódio até ao fim para ficarem já a saber quem será o nosso próximo convidado) vamos ficar a saber um pouco mais sobre esses dados recolhidos: como será que mudaram os hábitos e como é que nos estamos todos, na ótica da gastronomia, a adaptar às novas realidades?

Parabéns ao Assim Assado

Uma última nota de congratulação pessoal: no passado domingo, dia 21 de junho, o Assim Assado completou o seu segundo aniversário.

Foi a 21 de junho de 2018, com Manuel Liebaut (na altura líder do espaço de Investigação e Desenvolvimento do restaurante Loco, em Lisboa – hoje chefe do restaurante Fogo, também em Lisboa) que arrancava este podcast de histórias de cozinha.

Agradeço a todos os que, dois anos depois, nos escutam a cada episódio; agradeço a todos os amigos que subscrevem e partilham as entrevistas; e aos parceiros de divulgação do Assim Assado: a rádio Antena 3; a plataforma RTP Play; e o site ETaste.

Além disso, e sobretudo, um sentido obrigado a todos os chefes, cozinheiros, produtores e criadores que se disponibilizaram para, até hoje, conversar para o Assim Assado e a partilhar connosco um pouco da sua arte. Quem sabe, a inspirar mais pessoas além deste (Bruno Martins) que vos escreve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *