Skip to content

Episódio 42: Rodrigo Castelo

A Taberna Ó Balcão, de Rodrigo Castelo, é um dos muitos restaurantes que voltaran a abrir as portas aos clientes depois do período obrigatório de encerramento ao público. O chefe de Santarém conta-nos os desafios do fecho e, naturalmente, da reabertura.

Atualize as subscrições do ASSIM ASSADO através destes links diretos: Spotify | Apple Podcasts

Rodrigo Castelo abriu a Taberna Ó Balcão em 2013, sendo, na altura, a concretização de um sonho antigo de alguém que cresceu à mesa, numa família profundamente apaixonada por gastronomia, que gostava de tertúlias à mesa, de refeições em família e de ter e onde os produtos que chegavam à dispensa eram de boa qualidade.

A aposta de Rodrigo Castelo em ter o seu próprio restaurante foi um passo consciente, com a certeza de que não queria ser apenas mais um restaurante. “Era uma autodidata, mas sentia que gostava de fazer as coisas bem e de perceber porque é que se faziam as coisas assim. Tinha que saber os porquês.”

Na verdade, e ao fim de sete anos, a Taberna Ó Balcão acabou por se tornar numa bandeira da cidade de Santarém, mesmo que muitos escalabitanos nunca se tenham lá sentado. Um preconceito da fama? Talvez.

A Quarentena abriu portas de novas casas

Durante os dois últimos meses em que esteve encerrada devido ao estado de emergência, a Taberna Ó Balcão acabou por entrar casa adentro de novos clientes. Muitos conterrâneos acabaram por provar, pela primeira vez, a comida da Rodrigo Castelo e o chefe olha para esse facto como uma oportunidade de poder ligar-se mais às gentes de Santarém, agora que o seu restaurante voltou ao serviço de portas abertas.

Esta foi uma conversa gravada na véspera da reabertura – o último dia de “folga” de Rodrigo Castelo antes desta nova fase – e, portanto, uma entrevista onde se mede o pulso no regresso ao trabalho, com Rodrigo Castelo a falar das dificuldades dos últimos dois meses – em que teve de criar do zero um serviço de take-away e que deverá manter-se – mas onde onde também se fala da da esperança e do espírito positivo com que encara este regresso ao trabalho.

O chefe sublinha a importância da equipa com quem trabalha na Taberna Ó Balcão, salientando que, se não fossem as pessoas com quem trabalha, provavelmente o seu restaurante não voltaria a abrir.

Mas a taberna está mesmo de volta, com novas ideias, com uma nova carta e com novos planos: o take away é uma aposta para continuar – “um complemento ao restaurante” – mas está também prevista a abertura de uma Loja da Taberna que deverá arrancar online já muito em breve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *