Skip to content

Episódio 41: Pedro Bandeira Abril

A Quarentena trouxe muitas novidades à vida de Pedro Bandeira Abril. “Os noodles salvaram-me a vida”, diz o cozinheiro que criou, a partir de casa, a marca Menrui – The Slurper. Semanalmente, na região de Lisboa, ele é o noodle supplier.

Atualize as subscrições do ASSIM ASSADO através destes links diretos: Spotify | Apple Podcasts

Pedro Bandeira Abril sempre teve um gosto especial por fazer noodles. Um fascínio que começa sempre pelo simples prazer de comer um caldo cheio, mas o cozinheiro – que trabalhou vários anos em restaurantes como a Taberna Sal Grosso ou a Taberna Salmoura – andou a escavar um bocadinho na história dos noodles, sobretudo aquela que era contada por nomes míticos como David Chang ou Ivan Orkin.

https://www.instagram.com/p/B_4bjsJH8qQ/?

“É um prato muito democrático”, explica Pedro Bandeira Abril. “A forma como os noodles surgiram no Japão até está muito ligado a tudo isto que estamos a viver agora: foi na altura da [II Grande] Guerra que começou a ficar popular, sobretudo os instantâneos.” Um gosto tão grande por estas criações asiáticas que tornaram-se num habitué nas refeições do staff com quem trabalhava. E em tempos de emergência, comida de conforto – daquela que se gosta de fazer, mas também se gosta muito de comer – é o que se quer.

“Os noodles salvaram-me a vida”

Nesta altura, além de ser o noodle supplier (parece título de filme) da Grande Lisboa, o chefe está também a preparar a reabertura do Chapitô à Mesa. Um trabalho que fez coincidir nas últimas semanas: de domingo a quarta-feira a preparar e a distribuir os batches semanais de rámen; e depois, nas quintas, sextas e sábados a trabalhar no take-away do Chapitô, na carta de um restaurante que se inspira na gastronomia tradicional portuguesa.

Pedro Bandeira Abril não tem dúvidas: “os noodles salvaram-me a vida”, diz a sorrir. “A coisa não estava bem parada para mim – como não estava para ninguém,” É mais um projeto criado em situação de emergência – como o The Sandwich Project ou Comida Japonesa de Casa Para Casa. Há mais projetos noutros pontos do país, mas “em Lisboa estão a acontecer coisas engraçadas”, diz Pedro. “Mas mais do que fazer as coisas por moda, isto trata-se de sobrevivência”.

As encomendas de noodles começam a ser feitas ao sábado: fiquem atentos ao Instagram do Pedro Bandeira Abril para não se atrasarem nas encomendas.

PS – Uma nota muito, muito pessoal cá de casa: na semana passada, quando encomendámos um Shio Mugasa, em jeito de gulodice perguntei ao Pedro se tinha também alguma sobremesa. Ele respondeu que ia enviar um “pudim de pão”. Nunca imaginei que fosse a maravilha que nos aterrou na mesa. Fresco, macio, delicado, a contrastar com a robustez de um pão alentejano. O prazer do inesperado continua a ser das melhores coisas que nos pode acontecer à mesa: nos restaurantes ou fora deles.

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *