Skip to content

Episódio 37: Marta Caldeirão e André Coelho

Marta Caldeirão e André Coelho estiveram os últimos meses a preparar um sonho de alguns anos: a inauguração do próprio restaurante. Era para abrir em março, mas teve que ficar fechado. Mas a cozinha do futuro Âmago já trabalha: na criação das sandes do Sandwich Project.

Atualize as subscrições do ASSIM ASSADO através destes links diretos: Spotify | Apple Podcasts

O André e a Marta são um casal de namorados, cozinheiros, que se conheceu nas cozinhas do Altis Belém. Além do Feitoria e do Mensagem, já trabalharam em restaurantes como Epur, Pesca ou Local. O desejo de aprofundarem um trabalho a dois, e de abrirem um restaurante próprio, era já antigo e no final do ano passado começou a ganhar forma, quando encontraram um espaço, na Rua da Alegria, no Príncipe Real, em Lisboa, onde o sonho podia ser concretizado.

O Âmago – é assim que o restaurante se vai chamar – foi gerado, mas não chegou a nascer. A crise pandémica obrigou Marta e André a manterem o restaurante fechado por tempo indefinido, mas com contas já para pagar, havia que fazer algo. Simplesmente não era possível ficar sem fazer nada.

Cozinhar é o que os dois sabem fazer melhor. E havia uma cozinha equipada, disponível. Pensaram em algo prático, saboroso, e que fosse de entrega rápida: sandes! E assim nasceu, na cozinha do futuro Âmago, o The Sandwich Project.

Três sanduíches originais

O mais fácil para estes casal de cozinheiros foi mesmo criar as sandes deste projeto. André Coelho e Marta Caldeirão desenharam um menu composto por três sandes em pão de massa-mãe: a Pork Floyd (sandes de cachaço de porco, pickle de pepino e molho Asian BBQ); Red Hot Chilli Chicken (sandes de peito de frango, abacaxi grelhado e maionese de Chipotle); e Veal Division (sandes de novilho dos Açores, maçã fresca e maionese de coentros).

Hoje, além de cozinheiros, e de donos de um restaurante (para já) fechado, a Marta e o André são dois empreendedores: têm que ser gestores de redes sociais, designers, fotógrafos – tudo dentro das próprias competências – e também distribuidores. São eles próprios que entregam em casa, na região de Lisboa, as sanduíches que confeccionaram, entre as 12h e as 15h e as 19h e as 21h.

Tempos de excepção obrigam a medidas de excepção: o Sandwich Project é, para já, uma realidade bastante presente nas vidas de André e de Marta. O desejo do Âmago – um restaurante pequeno, com cerca de uma dezena de lugares, com uma carta de “momentos” – continua de pé e para pôr em marcha assim que seja possível. Quer isso dizer, com conta, peso e medida.

E porque as sanduíches se tornaram algo tão importante na subsistência do casal, quem sabe se, no futuro, no menu do Âmago, não haverá espaço para um momento de sandes? Ou se, tal a afeição de Marta e André a este Sandwich Project, esta marca não se acaba por tornar num caminho paralelo ao Âmago?

Caso queiras provar as sandes do Sandwich Project, a dupla de cozinheiros aceita encomendas através de mensagens diretas no Instagram, ou através do número de telefone 919 336 548 (mensagens/WhatsApp).

André Coelho e Marta Caldeirão: os criadores do The Sandwich Project.

4 Comments

  1. Paula Santana Paula Santana

    Obrigada por partilharem e dar a conhecer novos e jovens empreendedores.
    Já provei todas as sandes do The SandwichProject e são deliciosas.

    • brunomartins brunomartins

      Obrigado pelo comentário, Paula! É isso mesmo que tentamos fazer nesta altura: dar a voz possível a quem mais dela precisa.

      Obrigado também por uma possível partilha!

  2. Moises Moises

    COM ESSES DOIS SUCESSO GARANTIDO . AS SANDES SAO UM ESPECTACULO. BOA SORTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *